"...Existe um nível, acima do qual tudo é sólido e importante. Tentarei chegar lá e encontrar um lugar perto da perfeição, um lugar onde todo esse mundo confuso deveria estar, se tivesse tempo de aprender"

James Dean




Viveu somente 24 anos, fez apenas três filmes, era baixinho, vesgo, bissexual, neurótico e tímido até a raiz dos cabelos, do tipo que para sair do "Hi" e prosseguir uma conversa era um custo. Quem? O mito, James Deans.



Nome: James Byron Dean
Data de Nascimento: 08 de Fevereiro de 1931
Local de Nascimento: Marion, Indiana, USA
Falecimento: 30 de Setembro de 1955, California, USA

Quando criança, Dean foi muito mimado pela sua mãe Milred, que colocava-o para dormir diariamente e pedia que ele escrevesse em um papel as coisas que gostaria de ganhar no dia seguinte. De manhã, o garoto sempre tinha o desejo atendido. Apaixonada por poesia, Milred batizou o filho com o nome de James Byron (em homenagem ao poeta inglês) e vivia aconselhando-o a tornar-se um artista.Quando James Dean tinha 9 anos, sua mãe morreu de câncer, o que o marcou profundamente até o fim de seus dias. A partir daí, Dean passou a sofrer de crises de insônia, que lhe valeram as marcantes olheiras. Ao todo o ator conseguia dormir apenas 4 horas diárias.







Iníciou sua vida artística no teatro, fez pequenas aparições em alguns filmes e comerciais. Quando encenava uma peça na Brodway recebeu um convite que mudaria o rumo de sua vida, um teste para a Waner Bros, a partir daí todos sabem o rumo da história.

Um enigma de poucas palavras. Pouco se sabe realmente sobre James Dean, em especial a tão falada bissexualidade. Teve alguns casos e quis se casar com a atriz italiana Pier Angeli, mas a mãe uma católica fervorosa fez tudo para impedir e conseguiu, Dean não era católico. Alias, taí uma triste história. Pier Angeli era uma bela moça, atriz em início de carreira. Ela acabou se casando com o homem que sua mãe tinha escolhido Vic Damone, com quem teve um filho.
Anos mais tarde morreria de overdose aos 39 anos de idade, não sem antes escrever que o único homem que amou realmente foi James Dean.

Bom e quem não amaria? Afinal ele era James Dean, o rebelde sem causa.



Leia: http://www.cinefilo.hpg.ig.com.br/biografia.htm
http://www.jamesdean.com/

0 comentários: