De que morrem os filhos dos políticos?


imagem pizdaus



/
/
Morrem esfolados vivos pelas esquinas da cidade? São metralhados por uma polícia boçal, incompetente e corrupta? São torturados e jogados no lixo, como se lixo fossem?

De que morrem seus filhos, “Excelências”???
Desaparecem misteriosamente em lagoas da Barra quando estão voltando para casa? Ou são baleados por seguranças nas portas das boates???

De que morrem seus filhos? Seus netos? Suas esposas, filhas, irmãs??? De quê morrem os senhores??? Protegidos por carros blindados, privilegiados por uma justiça capenga, morrem de quê? De tédio? De cansaço das viagens ao exterior ou seria de sono??? De quê??
Infelizmente poucos morrem lentamente de câncer, por exemplo. Ou esfolados, metralhados e baleados.
Poucos ou quase nenhum morre assim. São protegidos, estão acima da Lei.
Como os senhores morrem, nós filhos da Pátria nunca saberemos, mas de uma coisa, apenas uma coisa, eu desejaria que os senhores morressem: de VERGONHA!
Vergonha por não sendo de suas relações, seus amigos ou parentes, nós brasileiros andamos desprotegidos, desamparados pelas ruas da cidade, com medo de quem deveria proteger-nos.
Vergonha por subir morros cercados de seguranças fortemente armados para um pedido de desculpas. Desculpas? Desculpas de quê? Do que os senhores são pagos para fazer e não fazem? É isso?
Pois nós NÃO aceitamos desculpas! Elas não trazem de volta à vida aqueles que se foram. Elas não cicatrizam feridas no coração, na alma, nas lembranças. Elas são inócuas e só servem como uma tentativa ridícula de sair bem na foto.
Se os senhores não têm vergonha, eu tenho. Pela primeira vez na minha vida, eu tenho vergonha de ser brasileira.

Aos senhores, todo o meu desapreço.

Andrea Augusto
*Carta enviada ao Jornal O Globo em memória das vítimas da violência no Rio de Janeiro e no Brasil.

4 comentários:

    Andrea, Andrea... você não está sozinha! Não na falta de proteção, não na revolta, na reação à apatia.

    Há tempos eu já dizia que este era um país de brinquedo. Preferia estar errado. E estou. Há coisas que acontecem e não são de brincadeira...

    Beijo pra ti!

    Falou e disse, mas eu ainda adicionaria um ponto: os políticos e seus filhos são corpos sem alma, reencarnações de última chance, que irão passar pela pior morte que existe, que não é a do corpo, mas a do espírito. Por isso, a justiça pode ser manipulada, mas é inescapável.

    Nós estamos num mundo com muitos corpos sem alma, precisamos ter paciência, porque eles sabem que não irão continuar, que o benefício de continuidade é para poucos e eles não se importam como nós pelos sentimentos dos outros.

    Não só os políticos, mas os ricos e as celebridades, também são corpos sem almas.

    Beijo Hugo

    andrea, revolta muito compreendida,
    mas eu sou polêmico, o problema não reside num unico individuo que vai pedir desculpas, reside na auto flagelação do proprio povo pois a indignidade foi cometida por soldados que são povo contra a comunidade favelada que também é povo, então minha doce e fogos amiga,
    o problema é imensamente mais serio, profundo, reside numa mentalidade antropofágica, macunaimamente entrenhada na nossa gente dita humilde, injetada pelo desleixo dos politicos bandalha, pela confusão da autoridade, como podemos entender que a PF prende com o mandato de um juiz de escalão baixo e o mais alto poder da justiça, o presidente do STF emita uma ordem desobedecida por um membro do baixo clero judiciario,me pergunto por que razão se todo o império financeiro reza pela mesma cartilha e somente um é prezo, não defendo essa malta, mas onde estão as leis as regras o caminho certo e não apenos a pirotecnia, o poder e a automia da PF tem tintas e cheiro de uma KGB, CIA, é perigoso como o Ministro da Justiça calado e invisível.
    Que os bandidos de qq classe social sejam presas baseado em provas concretas e irrefutáveis sem nenhum jogo de cena, eu li recentemente num jornal considerado sério(?) que dos 600 processos abertos em função do trabalho da PF apenas tivemos 2 condenações os outros dispensados por incompetência investigativa

    beijo

    Vergonha na cara é o que eles não têm mesmo.Infelizmente. Reforço o coro: também queria que eles morressem de vergonha.