/
/

Não se preocupem, está tudo relativamente bem.
Não pretendo mais falar nesse assunto. Acho que nesse momento, depois desse tempo, embora o tempo seja relativo, minhas lembranças estão guardadas nos bolsos internos da alma. Cuidadosamente guardadas, porque sei que um dia a tristeza e a dor serão suave melancolia, lembranças delicadas de outros tempos, nem melhores, nem piores, apenas outros tempos, quando “ser criança” não dependia de idade, apenas de momentos e de um amparo que não virá.
A vida prossegue...

0 comentários: