A Borboleta Azul




Reza a lenda  que uma menina curiosa, decide colocar à prova um velho sábio, por duvidar de que fosse realmente um sábio. Tomou nas mãos uma borboleta azul, escondeu-as mãos com a borboleta para trás, foi até o sábio e disse: tenho nas mãos uma borboleta azul, ela está viva ou morta. Antes que o sábio respondesse tinha preparado o seguinte ardil: se ele disser que está viva, eu a esmago e ela estará morta; ele não é um sábio. Se ele disser que ela está morta , eu a deixo voar; ele não é um sábio. Mas o sábio, como podíamos esperar de um sábio, foi muito sábio em sua resposta, ele disse: Ela está em suas mãos, depende de você.

*******

“Há uma única Verdade elementar, cuja ignorância mata
inumeráveis idéias e explêndidos planos:
no momento em que, empenhamo-nos a fundo, também a Providência
então se move. Infinitas coisas ocorrem para ajudar-nos,
coisas que de outro modo, não poderiam nunca acontecer…
Qualquer coisa que possas fazer,
Ou imaginar poder fazer,
Começa-a.
A audácia tem em si gênio, poder, magia.
Começa agora”.
W.Goehte.

.
Nem sei mesmo se é de Goethe, acho otimista demais para ele, ainda assim a lenda e o pensamento se complementam tão perfeitamente que aqui estão em pleno fim de domingo. E é para refletir, para pensar, porque amanhã é segunda-feira e tudo pode ser diferente. Só depende de você. Já pensou?


1 comentários:

    Li Goehte sendo adulto, o achei um humanista. Acho natural que seja dele, não estranho. Parabéns pela postagem, Andrea! Abraço do blogueiro visitante!

    “Que a escrita me sirva como arma contra o silêncio em vida, pois terei a morte inteira para silenciar um dia” (@JefhcardosoReal no twitter)

    Convido para leia e comente XONGAS em meu blog http://jefhcardoso.blogspot.com e, caso goste, conto com a sua divulgação para ao menos mais um amigo; obrigado!