Cineclube à la carte
ou Orkut de cinéfilo
Nelito Fernandes

/

Qual é a melhor forma de assistir a Doutor Jivago hoje? Se você não tem o DVD, dificilmente conseguirá na locadora da esquina. Se tiver paciência para fazer conversões, procurar legenda, rodar uns três programas, um computador bom, banda larga e não se importar em infringir direitos autorais, a internet está aí aberta 24 horas com filmes para baixar. E se você for exigente e quiser ver o longa no cinema, com toda a magia que só a sala escura, a tela grande e o barulho do vizinho mexendo na pipoca oferecem? Vá à internet também.
O MovieMobz (www.moviemobz.com), site de relacionamento para cinéfilos, estréia nesta semana com a idéia de servir de canal para que internautas promovam sessões de cinema de verdade em salas tradicionais. Depois do Video on Demand, chega o Cinema on Demand. Os membros do site poderão escolher entre os 200 filmes disponíveis inicialmente, que vão de Chaplin a lançamentos.


Achado o título, o internauta inicia o que o site chama de “mobilização”. Convida amigos da comunidade virtual para uma sessão, que pode acontecer numa das 156 salas da distribuidora Rain em 18 cidades do país. Assim que tiver um número de interessados que torne o negócio viável, a sessão é fechada e a sala é negociada pelo site.


O preço varia de acordo com o dia da semana, o horário e a lotação. Pode ser feita com poucos participantes e ainda assim sair até mais barato que o ingresso normal, se ocorrer em horários pouco lucrativos para o cinema.
/
“Tem gente que usa a internet para combinar uma briga de torcida na porta do Maracanã”, diz Marco Aurélio Marcondes, diretor do MovieMobz. “Estamos propondo que ele seja usado para reunir amigos para assistir a um filme e depois bater um papo.”
/
Ele pretende expandir o serviço para a Argentina, o México, a Colômbia e o Peru até o fim do ano. Quem acha que não conseguirá mobilizar os internautas para ver seu filme predileto poderá clicar no botão “quero ver” e esperar que a mobilização para aquele título comece. Assim que aparecerem interessados em número suficiente para uma sessão, o internauta recebe um e-mail avisando.
/


/
1 - O internauta se cadastra e participa da comunidade de cinéfilos na qual discute filmes, dá notas, comenta e faz críticas

2 - Ele escolhe um filme e contata outros membros para promover a sessão. Outra opção é ver que mobilizações já estão sendo feitas e entrar ou cadastrar seu e-mail para ser avisado quando o filme pretendido tiver uma exibição agendada

3 - O objetivo é reunir o maior número de interessados para promover a sessão. Quanto mais gente, mais barato fica o ingresso

4 - Fechado o grupo, o site reserva a sala de cinema e envia digitalmente a cópia do filme. O preço varia de acordo com o horário, o número de participantes e o dia da sessão.
Link: Revista Época. Site: MovieMobz.
/
* Li na Época e adorei a idéia de um site de relacionamentos entre cinéfilos e com a chance de ter uma sala de cinema a disposição para a exibição do filme escolhido. A idéia é genial e espero que dê certo. Vou me cadastrar DJÁ! ;)

4 comentários:

    Muito interessande, Andrea. Às vezes fico com pena de não ter tempo pra esse tipo de interatividade. Mas na verdade não estou conseguindo nem dar conta do orkut e do multiply. Bem que eu tento, mas não está dando pra conciliar tudo, de modo que desisti deles.
    Beijo pra você, querida.

    Aaaaaaaaah, mas não é que já me cadastrei? Eh eh eh!

    Só não estreei ainda, mas será em breve!

    Beijo pra ti, Anja!

    Idéia muito interessante esta. Vou testar.Bjos e boa semana!

    oiii....muito interessante