//

Quando o meu querido amigo, o escritor Yosif Landau escreveu que o ator Richard Widmark tinha falecido, eu fiquei surpresa. Não li nada em lugar nenhum e por isso o sábado é dele.
/
Nascido em 26 de dezembro de 1914, em Sunrise, Minnesota, Richard começou a freqüentar as salas de cinema aos quatro anos de idade na companhia de sua avó. No colégio, chegou a pensar em estudar Direito, até que foi convidado a participar da montagem escolar de "Consellor-at-Law". A partir daí, Richard decidiu seguir a carreira de ator.


Mudou-se para Nova York em 1936 onde fez vários cursos de interpretação e passou a trabalhar como rádio ator. Seu primeiro sucesso veio em 1938 com o programa "Aunt Jenny´s Real Life Stories". Estreou na Broadway em 1943 com a peça "Kiss and Tell". Richard continuou no teatro até o final da década de 40, quando foi indicado pelo produtor Darryl F. Zanuck para o filme que seria a consagração de Richard como ator: "Kiss of Death."
/
Em "Kiss of Death", Richard esta literalmente apavorante como o psicopata Tommy Udo.
A clássica cena da escada, o sorriso demoníaco, a perversidade estampada no rosto, na expressão, o close e um domínio total de cena tornaram ator e filme inesquecíveis.
Na década seguinte, Richard aperfeiçoaria seu estilo em vários filmes de sucesso. "Unidos pelo Próprio Sangue", "Sombras do Mal", "O Álamo", "Rua
Sem Nome", "Pânico nas Ruas", "Último Brilho do Crepúsculo", "Almas Desesperadas" etc. Este último contracenando com a jovem Marilyn Monroe.

/Em 1971, estrelou o telefilme "Os Impiedosos", que serviu como piloto da série "Madigan". Na história, Widmark interpreta um detetive de Nova York que se aposenta e vai morar em um rancho na Califórnia. Lá, envolve-se em um caso de assassinato. O personagem morre, mas a série foi produzida trazendo Madigan de volta, ignorando o final.
Os episódios da série foram exibidos dentro da Sessão "Os Detetives" da rede NBC. Apesar da crítica ter sido boa, a série foi cancelada com apenas uma temporada de seis episódios de 90 minutos de duração. O ator ainda esteve no filme "O Último Caso de Brock", piloto de série não produzida, e na minisérie "Benjamin Franklin: The Rebel" e outros telefilmes.
/
Em 1942 casou-se com Jean Hazlewood, autora teatral, que faleceu em 1997. O casal teve uma filha, Anne Heath Widmark, em 1945. Richard casou-se em 1999 com Susan Blanchard, produtora teatral, e ex-esposa de Henry Fonda com quem ficou até falecer no dia 24 de março.
Como disse meu amigo Yosif a respeito de Widmark "os grandes de hollywood vão desaparecendo".
/

1 comentários:

    caramba, simplesmente adorei o seu blog! Falando sobre o ator super talentoso, Richard Widmark, não é todo mundo que sabe dele.
    Espero que visite o meu blog.