Sobre Jeff
//
/
Sabe aqueles dias que você acorda se perguntando coisas as quais jamais obterá uma resposta? Hoje está sendo um dia assim. Daí você resolve escrever um post sobre um virtuose da guitarra falecido recentemente com apenas 41 anos e pensa: Tanta gente pra ir dessa pra pior na frente e vai um cara desse. Mas além, você se lembra que longe muito longe do conceito de céu e inferno, está a terra, nossa amada terra onde fica o limbo. Onde estamos condenados a vagar até sair disso aqui. Quanto melhor menos tempo, quanto pior mais tempo e acredito que por causa dessa matemática básica, Jeff Healey já esta tocando em outro lugar infinitamente melhor que esse.
/
Lembro que um tempo atrás, muuuiittooo atrás, comprei um cd com músicas dos Beatles interpretadas por outras pessoas, não grupetes que surgem em escala industrial cantando ou detonando com os Beatles, mas pessoas como Ray Charles, Nina Simone, Jeff Healey entre outros. Interpretações magníficas. Nina Simone cantando "Here Comes the Sun", é qualquer coisa de divino, mas Jeff Healey cantando e detonando na guitarra, While My Guitar Gently Weeps, é quase hipnótico. Ouvi a faixa 4 943 vezes...seguidas! E claro como acontece sempre que me apaixono, fui atrás de saber quem era esse cara e aí veio a maior surpresa.
Jeff Healey nascido em Toronto, Ontário e era cego. Com menos de um ano de idade ele perdeu sua visão para um tipo raro de câncer. Mas virtuose que é virtuose se sobressai de qualquer jeito e a visão no caso dele era um mero detalhe.
Em um Natal qualquer Jeff ganharia sua primeira guitarra, rapidamente adaptada por ele mesmo de modo que pudesse tocar com ela no colo como vocês poderão ver no vídeo do YouTube lá embaixo. Aos seis anos de idade já tocava e cantava. A vidinha seguiu e Jeff foi se aprimorando ouvindo outros guitarristas tocar.
Em 1985 lançou um vídeo independente chamado Adrianna. No mesmo ano um amigo e lendário guitarrista chamado Albert Collins "convenceu" Jeff Healey a subir ao palco com ele e ninguém menos que Stevie Ray Vaughan por algumas semanas. O pequeno jovem, loiro e cego, impressionou Stevie Ray Vaughan, que passou a ser um grande amigo do menino prodígio. Ainda no ano de 1985 nasceria a The Jeff Healey Band com Jeff Healey na guitarra/vocal, Joe Rockman no baixo e Tom Stephen na bateria; Healey tinha inacreditáveis 19 anos de idade.
Em 1986 ao tocar em um festival em Vancouver com B.B.King, deixou o mestre e sua "Lucille" boquiabertos diante do excepcional cantor e guitarrista.
Seu álbum de estréia não atrai fãs, mas verdadeiros devotos com notoriedade para as músicas Angels Eyes e Confidence Man. Nessa mesma época Jeff Healey e banda participaram de um filme que lhe deu uma boa ascenção internacional: Road House (Matador de Aluguel, com Patrick Swayze), onde tocava com sua guitarra em um bar.
/
Em 1990 seu segundo álbum, Hell to Pay, trazia George Harrison (ex-beatle) tocando com Jeff Healey na faixa cover dos Beatles "While My Guitar Gently Weeps" e também Mark Knopfler (Dire Straits) tocando com Jeff Healey em I Think I Love You Too Much. Hell To Pay é considerado por muitos fãs da banda, como sendo o melhor álbum do grupo.
//
A carreira de Jeff seguia muito bem obrigada e quando se falava nele, as palavras "incrível e maravilhoso" quase sempre entram no meio da conversação, pois ele possuia uma técnica afiadíssima, presença de palco, uma ótima voz, e era um ótimo letrista além de possuir um tremendo felling. A banda teve um Award do Canadian Entertainer of The Year, um Music Award por melhor grupo em vídeo e duas indicações para o Grammy, entre outros.
No últimos anos, Healey foi submetido a várias operações para retirada de tumores em seu pulmão e pernas, mas o câncer o venceu e ele foi tratar de fazer uma jam especialíssima com o Chefe lá em cima.
Cara de sorte esse, primeiro nos dá um Jeff Healey por exatos 41 anos e depois o chama de volta porque é no céu que as estrelas têm de estar.


/
/

4 comentários:

    Olá...
    Só mesmo por aqui para achar uma citação do velho Jeff, me lembro como se fosse hoje, eu na Galeria do Rock na decada de 80 atrás de seu som...
    Muito bom! Bela e merecida homenagem!
    Abraços saudosos
    Everaldo Ygor
    http://outrasandancas.blogspot.com/

    Olá...
    Só mesmo por aqui para achar uma citação do velho Jeff, me lembro como se fosse hoje, eu na Galeria do Rock na decada de 80 atrás de seu som...
    Muito bom! Bela e merecida homenagem!
    Abraços saudosos
    Everaldo Ygor
    http://outrasandancas.blogspot.com/

    Uau, não sabia, Angel! Nem sabia que ele estava doente. Bom, tocava muito o moço, de verdade! Paciência. Mas o que ele fez fica, como sempre digo.

    Beijão pra ti!

    Mas que bosta, eu não sabia disso. Eu amo a guitarra dele.