Javier Bardem, Porque hoje é sábado

/
e o blogger resolveu dar uma trégua é dia de Javier Bardem. Eu só não sabia que seria tão difícil conseguir alguma coisa interessante sobre Bardem. Na história dele não tem nada de épico, sofrido ou escandaloso, mas também ele só tem 39 anos e muito o que fazer...espero.
/
Javier Encinas Bardem nasceu a 1 de Março de 1969, na cidade de Las Palmas de Gran Canaria, nas Ilhas Canárias, tem sangue artístico nas veias, pois a sua mãe Pilar é atriz desde 1965 e os seus irmãos Carlos e Monica também seguiram a mesma carreira. Além disso, é neto de um ator já falecido, Rafael Bardem, e sobrinho do polémico Juan Antonio Bardem, que nos anos 50, com filmes como ”Morte de um Ciclista”, foi considerado um dos mais importantes realizadores do cinema espanhol, não obstante ter sido perseguido pela censura do regime do ditador Francisco Franco.
/

Bardem, foi jogador de rúgbi antes de se interessar pela carreira de ator, talvez venha daí sua compleição grande sem ser necessariamente gordo. Chegou a pintar mas quando percebeu que não daria muito certo como pintor, Javier passou por vários tipos de trabalhos como segurança de casa noturna, escritor, pedreiro e até mesmo stripper.
Alias, Bardem anda destronando muitos ícones do cinema no quesito sensualidade. Realmente ele não chega a ser bonito como o Bandeiras aí embaixo, mas é extremamente sexy e possui o que particularmente acho muito atraente em um homem, que são as diferenças entre os gêneros bem marcadas. Ou seja, ele não tem as feições perfeitas, finas como um Leonardo di Caprio, pelo contrário nele tudo é rude, bruto, a voz é grossa, profunda e o detalhe do nariz quebrado literalmente por um sujeito que o abordou numa boate. Homens assim dão uma sensação de proteção deliciosa, diferente dos baixinhos, magrelinhos com cara de boneca, enfim ele é um macho na mais completa tradução da palavra.
/
Javier começou a aparecer no cinema em ”A Idade de Lulu” onde atuava ao lado da sua mãe, aquela simpática senhora que ele levou ao Oscar.
A partir de 1990, Bardem mostra claramente uma tendência a participar de produções com fortes conotações eróticas.
Na sua filmografia com filmes como ”De Salto Alto” e ”A Carne Trêmula”, ambos do irreverente Pedro Almódovar, de ”Ovos de Ouro” e de ”Pepita Durango” fica clara a exploração da sensualidade, o que não é nada mal para nós.
/

Em 2000 é nomeado para o Globo de Ouro de melhor ator pela sua interpretação no drama “Before Night Falls”, nomeação que repetiu quatro anos depois pelo belíssimo “Mar Adentro”, onde interpreta o papel de um tetraplégico que luta pelo direito de morrer.
Com as nomeações veio a notoriedade. Nada deslumbrado com o reconhecimento internacional, ele disse: “A fama não serve para nada. Impede você de observar as pessoas, pois se paro para ver um mendigo, param umas 50 pessoas comigo. Já nem posso andar de metrô, que é uma ótima escola para observar as pessoas.”
/

Conhecido como o novo Antonio Banderas, ele declarou que acha difícil conseguir bons papéis em Hollywood, pelo simples fato de ser latino. Mas tem quebrado esse preconceito, ao ser o primeiro espanhol a ser indicado ao Oscar, em 2001, por Antes do Anoitecer. E como já sabemos o primeiro espanhol a ganhar a estatueta.
Assim como Banderas, Javier tem se empenhado em convencer nas telas americanas. Para fazer o escritor cubano Reinaldo Arenas, em Antes do Anoitecer, ele estudava seis horas por dia de inglês e de espanhol com sotaque
cubano.
Anos depois tanta dedicação valeu a pena, Bardem levou o Oscar no último dia 24 e provou que em Hollywood os fracos não têm vez.

/



Momento delirante:
"Em algumas ocasiões, quando me levanto e me olho no espelho, até me assusto e penso: 'Meu Deus, que coisa horrenda", afirmou.
/

1 comentários:

    On domingo, 02 março, 2008 Anônimo disse...

    Miguxaaaaaaaaaaaaaaaaa, esse cara é D+++++++++++++++++++++!!!!!!

    bjuxx
    Miss

    obs: teu blog tá lindão!!! Me ensina a colocar um layout assim no miss??? :D