Assim falou Francis...
/
/
/

Mary Challans



(O Globo, 22/04/93) - Nova York - Mary, Mario - Você leu "O menino persa", de Mary Renault? Eu li, numa longa viagem de avião ao Japão (quem te conhece, não volta jamais...), porque não durmo em avião, e ainda sobrou tempo para ler um romance de P.D. James ou Ruth Rendell, não me lembro de qual. Mas "O menino persa" é uma reconstrução duca do mundo de Alexandre, o Grande, e de um suposto caso que tem com um menino eunuco. O menino, como as mulheres de "Porgy’n Bess", é "A sometime thing", para Alexandre, uma bimbada ocasional do general, mas a mão de Mary Renault não falha em delicadeza, discrição e precisão. A arte torna tudo palatável.

Agora, saiu uma biografia dela na Inglaterra, "Mary Renault", Chatto, 18 libras, 322 págs., de David Sweetman. Mary Challans se chamava, um bom nome, por que mudou? Classe média, mas escola pública (particular, de elite) e Oxford. Leu grego nas melhores traduções. Uma noite numa enfermaria, quando treinava para enfermeira, encontrou uma mulher chamada Mullard e foram felizes para sempre. O grego dela me pareceu, leigo, de primeira qualidade. Leio de helenistas profissionais que é.

Mary Renault se parece muito com Marguerite Yourcenar. Detesta mulher, apesar de seu destino sexual, o mesmo de Yourcenar. Adora homens, desde que não lhe ponham a mão (o "Édipo" é óbvio). É curioso. A uma amiga que lhe gaba o corpo de mulher, responde "Gostaria de concordar com você, mas não posso". Seus homens são tão idealizados como os aristocratas distantes e arrogantes de Yourcenar. Mary foi violentamente contra a chamada gay lib, que considerava uma forma absurda de separatismo.

O casal se mudou para Cape Town, a cidade mais agradável da África do Sul, até ela trocar as fichas. Ler Mary Renault em público é a mais completa bandeira que se pode dar ("dead giveaway"), li de um admirador. Bobagem. Li na "JAL" às escâncaras e nenhum dos nossos "pequenos irmãos amarelos" me lançou nem sequer um olhar de estranheza. A maioria do público é filho de Filista. Literatura é grego para essa gente.


04/09/1905 - Nascimento de Mary Renault (Mary Challans - escritora inglesa)

0 comentários: