João Pedro,
.
O nosso JP!
.
.
.
Deixo com vocês um recadinho da mãe do nosso JP. Vamos lá, amigos! Vamos ajudá-lo!!!!


A melhor injeção de ânimo da vida é ter uma atitude que atinja a alma, que dê um valor diferente àquela imagem que vemos no espelho.
Doar sangue é uma destas atitudes. È uma atitude prática que purifica a alma, aumenta a auto estima, e salva vidas....
Não dói, não machuca, não tem efeito colateral e salva vidas....

Estou aqui pedindo a todos vocês que doem sangue, não somente em favor do meu JP (João Pedro) mas também de todas as pessoas que precisam deste gesto humanitário.
Podem ser de todos os tipos, o importante é dizer o nome do Hospital que o JP esta e o nome dele, pois assim é certeza que o sangue será encaminhado para o Hospital Infantil Darcy Vargas.
No site abaixo existem todas as informações necessárias, sobre o que é preciso, o que são os impedimentos para se doar sangue.

Eu e o JP, pedimos a vocês esta ajuda, pois é muito importante para continuarmos o tratamento....
Beijos e que Deus abençoe cada gota de amor que sair de sua veia...

Sheila e João Pedro

Site: http://www.prosangue.sp.gov.br/

Postos de Coleta

Conheça nossos Postos de Coleta:

Clínicas:
Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, 155 - 1º andar, Estacionamento Gratuito –
De segunda a sexta das 7h às 19h. Sábados, domingos e feriados das 8h às 18h.
Estacionamento gratuito aos doadores por até duas horas no subterrâneo do Estapar - Garagem Clínicas (exclusive motos) e no Centro de Convenções Rebouças* (inclusive motos).
Valide o ticket após a doação.
Horário de atendimento do Posto Clínicas no final do ano:
24/12/2005 - das 8h às 17h 31/12/2005 - das 8h às 17h
Nos dias 25/12/2005 e 01/01/2006 o posto estará fechado.

Dante Pazzanese:
Av. Dante Pazzanese, 500
Segunda a sexta das 8h às 17h e sábados das 8h às 16h.
O estacionamento é limitado, só será possível estacionar se houver vagas disponíveis.

Mandaqui:
R. Voluntários da Pátria, 4227.
De segunda a sexta das 8h às 17 h e sábado das 8h às 16h.
Estacionamento gratuito.
.
.
.

Não esqueça de dizer:
.
.
JOÃO PEDRO RIOS BENJAMIM
.
HOSPITAL INFANTIL DARCY VARGAS
.
.
Amigos, não custa nada, é só sangue para um carinha que aos 4 anos esta lutando corajosamente pra vencer e nós podemos ajudá-lo a vencer! Vamos ajudar?
Conto com vocês!!!!

bjos

Um carinha chamado João Pedro,
o nosso JP.





Infelizmente o papo hoje esta longe de ser alguma curiosidade literária, musical ou artística. Hoje eu vou falar de um carinha chamado João Pedro, ele tem apenas 4 anos e já esta enfrentando uma barra pesada.
O JP é filho de uma amiga, a She, ou melhor Sheila, que assim como eu participa de uma das melhores comunidades do Orkut , a Cara a Cara – Homens e Mulheres, opinião própria, afinal nem da minha comunidade eu participo, mas dessa eu não deixo nunca de participar.
Bom, este post esta longe de querer fazer propaganda de comunidades, mas quer muito que vocês conheçam o JP. Quem me conhece ou acompanha este blog, sabe que não faço propaganda, spam ou coisas do gênero, no entanto faço qualquer coisa para salvar uma vida ainda mais a do nosso corajoso JP. Há poucos dias, a Sheila recebeu um diagnóstico doloroso para qualquer mãe, nosso JP esta com leucemia.
Não bastasse isso, ele desenvolveu segundo explicou abaixo a Sheila um tipo de leucemia mais grave:


“...em um exame mais profundo foi constato que ele tem uma tal Leucemia Bifenotipica, que a grosso modo significa que ele tem os dois tipos juntos, uma LLA e uma LMA. É uma leucemia de Alto Risco e de certa forma, conforme o médico me explicou nova, não há protocolos específicos ainda e cada caso é um caso e em cima disto está se formando um estudo do protocolo correto. Ele vai necessitar sim de um transplante de medula, porem ele não pode fazer o exame para a tiragem de medula dele, pois o sangue esta alterado e é necessário ele entrar em “remissão” para fazer o exame de medula dele, e por conseqüência dos irmãos.”
O nosso JP esta sendo corajoso, assim como sua mãe, mas ambos precisam da nossa ajuda.

Quer saber? Cometerei o que alguns chamarão de blasfêmia talvez, mas agora me veio uma a cabeça uma cena do filme “Reis dos Reis”, dirigido por Nicholas Ray e que conta com a interpretação e os incríveis olhos azuis do ator Jeffrey Hunter e a narração em off bastante informativa feita por Orson Welles.
Em dado momento Barrabás e Jesus estão presos em uma cela e travam um diálogo onde Barrabás diz – a grosso modo – que as palavras são bonitas etc, mas que somente pela espada se vencerá aquele subjuga pela espada.

Taí, gostei do cara. Respeito Jesus, suas palavras, seu modus operandi, mas tenho muitos planetas em signos de fogo para ficar só nisso, tanto é que terminada as palavras, nos resta a firmeza da ação. Por isso, de cara já ofereci a Sheila, minha medula, meu sangue, minhas plaquetas e o que for necessário.

Em alguns momentos da vida as palavras não cabem mais e nos resta a ação. Não é só rezar que vai tirar o nosso JP dessa, ajuda e peço que rezem, orem, batam tambores, façam o que a religião de cada um permite, mas se querem mesmo mudar esse jogo, se desejam que essa luta seja ganha pra valer, vamos lá, arregacem as mangas, doem seu sangue, doem o que puderem para tirar nosso JP dessa, mas façam e façam já!
Abaixo colocarei os dados do nosso JP e a maneira de ajudá-lo.



João Pedro Rios Benjamim – nosso JP.
Nasc 08/03/2001 – 4 anos , quase 5
Hospital Infantil Darcy Vargas
Quarto 507
Ainda não estamos podendo receber visitas, pois a defesa dele esta muito baixa, mas assim que tudo normalizar eu aviso vocês.


Banco de Medulas:
Rio de Janeiro - Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti - HEMORIORua Frei Caneca, 8 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20211-030Tel.: (21) 2509.1290 / 2252.3543 - Fax: (21) 2224.7030


O nosso JP vai precisar de sangue em breve, ele tem sangue O NEGATIVO
Para quem quer ver o post no Orkut sobre o caso do JP, é só ir em:http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=1322288&tid=2442443164166613214&na=1&nst=1


Vambora gente, se a internet tem alguma força, essa força é a motriz! Vamos fazer acontecer de verdade. Quem não pode doar, que reze, que repasse essa mensagem ou o endereço do blog. Todos sabem que podemos ir muito longe se quisermos, é só surfarmos juntos, é só o que peço a vocês, meus amigos com quem sempre pude contar.
.
.
.===========================
.
Em tempo! Como quase nunca verifico as msgs que recebo lá pelo Orkut - nenhuma esta configurada para o meu email direto - recebi mais esse pedido de um amigo, por isso quem for doar sangue e puder dar essa força é só ler os dados abaixo e seguir as instruções, ok?
Agradeço a todos!
.
.
.
"Felipe Bonan, está precisando URGENTE de sangue A NEGATIVO.
Ele foi vítima de um acidente ridículo, e que revela o estado atual do Rio de Janeiro: uma árvore, na Lapa, caiu sobre ele! Poderia ser com qualquer um de nós. Ele sofreu fratura de fêmur e ferimentos internos GRAVES.
Felipe está no hospital Quinta D'or há semanas e teve uma hemorragia séria no ultimo domingo; corre risco de vida!! O local da doação:

Hematologistas Associados
Rua Conde de Irajá, 183 Botafogo
das 8h às 16h em nome de FELIPE DAVILA BONAN

- Pode ser qualquer tipo de sangue também --No Orkut, um pouco mais do Phil, como os amigos o chamam. http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=10893467975505056138 "
Msg enviada por Andre Arruda e transcrita na íntegra.


Ando pidona, eu sei, mas pra quem não pede nada nunca até que eu ando com crédito ;)
Não podendo ajudar, pelo menos repassem a quem vocês acham que possa.
Brigadu!
A vida se cumprindo...




São mínimas coisas entrançando
a vida: o passo no corredor,
a mão que acalma, o corpo
que arde e apazigua. sono. O sonho.
Silêncios. Solidões.
O filho que se faz e vê, com certo espanto, assumir
identidade própria. O carro. A casa.
A árvore plantada a quatro mãos,
e um dia seus ramos brincam
no telhado.
Vida se cumprindo.
Lya Luft

.
.

"O problema não é inventar. É ser inventado hora após hora e nunca ficar pronta nossa edição convincente."
Carlos Drummond de Andrade
.
.
.

Lista de preferências

Alegrias, as desmedidas
Dores, as não curtidas
Casos, os inconcebíveis
Conselhos, os inexeqüíveis
Meninas, as veras
Mulheres, insinceras
Orgasmos, os múltiplos
Ódios, os mútuos
Domicílios, os passageiros
Adeuses, os bem ligeiros
Artes, as não rentáveis
Professores, os enterráveis
Prazeres, os transparentes
Projetos, os contingentes
Inimigos, os delicados
Amigos, os estouvados
Cores, o rubro Meses, outubro
Elemento, o fogo
Divindade, o logos
Vidas, as espontâneas
Mortes, as instantâneas

Bertold Brecht
.
.
.

"Não me entrego sem lutar- Tenho ainda coração.
Não aprendi a me render:
Que caia o inimigo então.
Tudo passa, tudo passará"

Renato Russo

..





Profile


Dual, sou assim. Misturo meus anjos ao lado obscuro, vou fundo e me retraio. Tenho meus mistérios e saio, sempre sem deixar pistas...

Mas volto sempre se me interessar muito. Não gosto de nada pela metade, nem a minha laranja. Ou vem inteira ou não vem.
Amor só conheço o intenso, amei uma vez e fui muito amada, me enganei outra e continuo apostando. Nada de coração embalado à vácuo sem contato manual. Que peguem, amassem, acariciem, pisem em cima. Quero mais é me sentir viva, ainda que seja pela dor.Prefiro me arrebentar toda, a sair ilesa, só não deixo de me atirar, nem mesmo agora que aprendi um pouco mais sobre a crueldade humana.

Tenho poucos e bons amigos. Muitos conhecidos e outros tantos que nem conheço, mas sabem de mim. Minha fidelidade aos amigos é canina, aos namorados até que provem o contrário. Namorados são recicláveis, amigos não. Sou sensível e emotiva, choro com alguma facilidade, mas quase sempre sozinha. Tenho dias de verborragia intensa e dependendo do motivo arraso ou amo com a intensidade das palavras. No entanto prefiro atitudes. Palavras o vento leva e a memória apaga.

Gosto de me sentir “pertencida”, mas não dominada ou forçada a isso. Gosto de ser livre, mas ter alguém nos pensamentos e sempre para onde voltar. Gosto de estar só algumas vezes, sinto necessidade, não sou carente profissional. Tenho meu lado sombrio e outro tanto mais claro. Do lado sombrio poucos conhecem, outros intuem, mas quase todos respeitam.

Desconfio de pessoas que se dizem loucas de paixão, mas nunca ficaram horas debaixo de chuva esperando alguém, nem ligaram de madrugada para confessar os sonhos que a insônia traz ou deram o último biscoito recheado do pacote ou ligaram tantas e quantas vezes tiveram o telefone desligado na cara.
Desconfio da sofreguidão mansa e do desespero calculado, de olhos secos ou lágrimas forçadas. Dissimulação essa mentira estudada.

O humor inteligente me ganha sempre, o bobo me afasta, o afetado nem conheço. Gosto de gente transparente, aberta, leve, verdadeira que me suaviza o necessário para não querer ir embora, que fala com os olhos, age com a boca e me leva pelas mãos a qualquer lugar onde eu já queria estar.

* Comecei o ano mudando meu profile no orkut, minha foto e outras “coisitas más”. Quero um ano totalmente novo e sei que será, não sei porque mais sinto que será um bom ano. Estou bem, achei que o as festas de final de ano seriam horríveis, não foram. Não tive a minha mãe, mas tive uma companhia especial, muito doce e juntos passamos as duas datas. Incrível como a gente sofre por antecipação. Eu deveria acreditar mais, apenas acreditar e esse ano será assim, vou acreditar porque decidi ser feliz, assim como mamãe sempre quis.
Muito Obrigada aos amigos sempre preesentes, a Dani (ela sabe porque ou melhor por quem, rss e a WS)
andrea augusto - angelblue83

.

"Eu quero desaprender para aprender de novo. Raspar as tintas com que me pintaram. Desencaixotar minhas emoções, recuperar meus sentidos."
Rubem Alves





“Andamos depressa demais e não distinguimos os objetos que encontramos no caminho..."
Vicente Van Gogh, Cartas a Théo, agosto de 1888





"A sabedoria da incompletude, da experiência gradual feita com o tempo, é indissociável da experiência da esperança. É escutando o já dado pelo mundo e assumindo-o no presente que as lendas podem ser construídas, que as histórias recebem sugestões, que as teias ganham seus traçados. É sempre na incerteza que, apesar de tudo, esperamos. Se pudermos recorrer à metáfora, é certo que os navios portugueses possuíam bússolas, mas seus marinheiros estavam também cientes da desorientação dos caminhos do mar."
Trecho de O arco da solidão, de Cláudia Faro

.
.


.

.

Esperança...
Foram-se os amores que tive
ou me tiveram: partiram
num cortejo silencioso e iluminado.
O tempo me ensinou
a não acreditar demais na morte
nem desistir da vida:cultivo
alegrias num jardim
onde estamos eu,os sonhos idos,
os velhos amores e seus segredos.
E a esperança que rebrilha
como pedrinhas de cor entre as raízes...
Lya Luft

. .

.
Tempus

(que transcende qualquer medida e nunca é bastante)
O tempo passa?
Não passa no abismo do coração
lá dentro, perdura a graça
do amor, florindo em canção.
O tempo nos aproxima
cada vez mais, nos reduz
a um só verso e uma rima
de mãos e olhos, na luz.
O tempo é todo vestido
de amor e tempo de amar.
O meu tempo e o teu
transcendem qualquer medida.
Além do amor, não há nada,
amar é o sumo da vida.
Pois só quem ama escutou
o apelo da eternidade.
Carlos Drummond de Andrade

.
.
.

Desejo a todos, no Ano Novo, muitas virtudes e boas ações e alguns pecados agradáveis, exultantes, discretos e, principalmente, bem sucedidos.
Rubem Braga