LAY OUT!



O código de Hamurabi expõe as leis e punições caso estas não sejam respeitadas. A ênfase é dada ao roubo, agricultura, criação de gado, danos à propriedade, assim como assassinato, morte e injúria. A punição ou pena é diferente para cada classe social. As leis não toleram desculpas ou explicações para erros ou falhas: o código era exposto livremente à vista de todos, de modo que ninguém pudesse alegar ignorância da lei como desculpa. No entanto, poucas pessoas sabiam ler naquela época (com exceção dos escribas).

Os artigos do Código de Hamurabi fixam, assim, as diferentes regras da vida quotidiana, entre outras:

* a hierarquia da sociedade divide-se em três grupos: os homens livres, os subalternos e os escravos;
* os preços: os honorários dos médicos variam de acordo com a classe social do enfermo;
* os salários variam segundo a natureza dos trabalhos realizados;
* a responsabilidade profissional: um arquiteto que construir uma casa que se desmorone, causando a morte de seus ocupantes, é condenado à morte;
* o funcionamento judiciário: a justiça é estabelecida pelos tribunais, as decisões devem ser escritas, e é possível apelar ao rei;
* as penas: a escala das penas é descrita segundo os delitos e crimes cometidos. A lei do talião é a base desta escala.
/
/
Lei do Talião:

A Lei do talião (do latim Lex Talionis: lex: lei e talis: tal, parelho) consiste na justa reciprocidade do crime e da pena. Esta lei é freqüentemente simbolizada pela expressão olho por olho, dente por dente. É uma das mais antigas leis existentes.

Os primeiros indícios da lei do talião foram encontrados no Código de Hamurabi, em 1730 a.C., no reino da Babilônia. Essa lei permite evitar que as pessoas façam justiça elas mesmas, introduzindo, assim, um início de ordem na sociedade com relação ao tratamento de crimes e delitos.

Escreve-se com inicial minúscula, pois não se trata, como muitos pensam, de nome próprio. Encerra a idéia de correspondência de correlação e semelhança entre o mal causado a alguém e o castigo imposto a quem o causou: para tal crime, tal e qual pena. Está no Direito hebraico (Êxodo, cap. 21, vers. 23/5): o criminoso é punido taliter, ou seja, talmente, de maneira igual ao dano causado a outrem.
/
/
Pra quê essa explanação toda? Simples: raiva, constrangimento pela raça humana, repúdio e sobretudo uma vontade imensa de que o Código Hamurabi fosse vigente aqui.
Qual a motivação desses monstros que amarraram e colocaram fogo em uma família inteira? Qual? Qual a explicação para esse crime hediondo?? Alguém tem noção do que é se ver amarrado junto com sua família, a gasolina sendo jogada e o fogo lambendo a lataria e consumindo seus corpos?? Eu nem consigo imaginar!
Como alguém, um ser, dito humano, consegue tamanha frieza??? E ainda é capaz de colocar uma criança junto. Sinceramente, eu não sei.
Às vezes, para não dizer quase sempre, perco a fé no ser-humano ou no que de supostamente humano a nossa raça tem.
/
/

0 comentários: