Freud e o sonhar acordado

/

/

Comemorações em todos os continentes celebram em incontáveis eventos os 150 anos de nascimento do pai da psicanálise. Nascido a 6 de maio de 1856, o "pensador do século 20" continua sendo uma das importantes referências nas Ciências Humanas em todo o mundo. Apesar da importância da data, não colocarei aqui num copy/cole qualquer as mesmas informações que milhares de sites, blogs etc estarão colocando. Deixarei apenas um fragmento do qual gosto muito, tanto que já postei por aqui.



Freud e o sonhar acordado.

“Freud parte da tese de que a pessoa feliz não fantasia, pois as fantasias são desejos insatisfeitos. Também os sonhos noturnos, seriam realizações de desejos reprimidos, que só se expressam de forma distorcida - é o que Freud chama de distorção onírica. Segundo Freud, o escritor criativo, e o "sonhador à plena luz do dia", fazem a mesma coisa que a criança quando brinca reorganiza o mundo de um modo que lhe agrade ou castigue usando para isso a matéria - prima, que são as fantasias. Portanto, sonhar acordado, transpor para o papel aquilo que considera certo é simplesmente o exercício pleno de sua criatividade.”

/
/

Sou praticante do "sonhar acordado" há um bom par de anos e adoro. Acho mesmo que um dia me retiro em definitivo para dentro de algum sonho perfeito e fico por lá até ficar bem velhinha e sair da vida para virar rima.

andrea augusto©angelblue83


0 comentários: