John Ronald Reuel Tolkien
Pois é, Ronald, o nosso simpático órfão apaixonado era ninguém menos que, John Ronald Reuel Tolkien, o conhecido autor da obra, "O senhor dos Anéis".
Naqueles tempos, exercitava sua imaginação criando mais e mais histórias para entreter os filhos.
Um dia, a história chegarou às mãos de Stanley Unwin, da editora George Allen and Unwin, que decidiu publicá-la em 1937 com o título "O Hobbit" após seu filho de 10 anos, Rayner, ler e adorar o livro. Devido ao estrondoso sucesso alcançado, o editor pediu a Tolkien uma continuação para as aventuras de Bilbo.
E Tolkien a escreveu, acrescentando suas velhas lendas élficas. O processo foi longo e demorou mais de 16 anos para ser concluído e a história se tornou um épico de mais de mil páginas. Rayner, já adulto, ocupava o cargo de seu pai na editora e decidiu arriscar, publicando "O Senhor dos Anéis" em três volumes, lançados de 1954 a 1955. O sucesso, todos sabem, foi enorme e alcançou os cinemas do mundo.

Mas e Edith? Conta a lenda que ela não foi apenas a companheira de uma vida inteira, mas a inspiração dele também.


No Silmarillion Tolkien conta a história Beren e Lhútien. Beren era um homem mortal, e Lhútien a filha do mais poderoso rei dos elfos Sindar da Terra-média... um amor impossível. Poucos sabem, mas a idéia para compor este conto veio do próprio Tolkien e de Edith, em sua visão ele mesmo era Beren, e Edith era Lhútien... a cena de sua vida que inspirou este conto ocorreu enquanto Tolkien estava lutando na guerra contra os alemães.

"... quando conseguia uma licença, Ronald e Edith passeavam no campo. Perto de Roos acharam um pequeno bosque com uma vegetação rasteira de cicuta, e lá perambularam. Mais tarde Ronald relembraria a imagem de Edith nesta época: "Seus cabelos negros e sua pele clara, seus olhos brilhantes e sabia cantar - e dançar." E ela cantou e dançou para ele no bosque, e daí veio a história que seria um dos maiores contos do Silmarillion: a história do mortal Beren, apaixonado pela jovem élfica Lúthien Tinúviel, que ele vê pela primeira vez no bosque dançando entre a cicuta ..." (J. R. R. Tolkien, Uma Biografia, por Humphrey Carpenter, Pág. 109)



Edtih viria a falecer em 22 de novembro de 1971, Tolkien nascido em 3 de janeiro de 1892, faleceria em 2 de setembro de 1973. Enterrados juntos no cemitério de Wolvercote, em Oxford, um eco da mais bela história de amor de sua mitologia pode ser visto: em suas lápides Tolkien e Edith são identificados por Beren e Lúthien, personagens da história de amor que ele escreveu logo após o casamento.

Edith Mary Tolkien, Lúthien, 1889-1971
John Ronald Reuel Tolkien, Beren, 1892-1973




Leia: http://www.conselhobranco.com.br/tolkien/tolkien.htm
http://planeta.terra.com.br/arte/melkor/bio.htm

0 comentários: