O poeta

Em meus arroubos de infância
numa doce ignorância
julgava eu que os poetas
pelas mãos de Deus,benditos
eram homens pudicos, profetas

E adolescente ainda
pensava, coisa mais linda
viajar todo o universo
retendo entre as mãos a sorte
de voar do sul ao norte
nas asas de um só verso

Não sei bem porque, um dia
juntei toda a fantasia
daqueles sonhos de infância
à dura realidade da minha maturidade
E fiz primeira instância
Desde então versei saudade
tristeza, amor, liberta
Tudo quanto a vida ensina

Compreendi que ser poeta
não é profissão ou meta
é dom natural, é sina

Todos têm a mesma sorte
o direito à vida e à morte
E quando o fim se aproxima
a diferença é uma só
muitos retornam ao pó
o poeta...vira rima"

V.Bauer





A beleza é triste pois ela está no lugar de algo que se foi.
O tempo perdido não pode ser recuperado.
Sua beleza só pode ser vivida como ausência: a beleza dói...
Magia é isto: invocar o que se foi, mas que continua a nos habitar. Ou será poesia?

Rubem Alves






Parem, eu confesso, sou poeta.
Cada manhã que nasce me nasce uma rosa na face.
Parem, eu confesso, sou poeta.
Só meu amor é meu deus, eu sou o seu profeta.

Paulo Leminski

0 comentários: